Passadiços do Paiva – um óscar, carago!

capa-1

Nem sempre é fácil ter os horários trocados do resto da população.

Quando se trabalha por turnos e por temporadas estranhas, em que o fim de semana é à semana, ou às vezes nem chega, é difícil fazer planos e conciliar horários. Mas numa coisa ajuda: à semana há sempre muito menos gente a passear e os destinos turísticos ficam à nossa disposição.

Desta feita o destino foi Arouca, mais precisamente o percurso dos Passadiços do Paiva.

primeira-1

Inaugurados em junho de 2015, “Os Passadiços do Paiva foram (…) um dos premiados da edição de 2016 dos World Travel Awards, que, considerados os Óscares do Turismo a nível mundial, distinguiram o projecto de Arouca como o mais inovador da Europa.”

segunda-1

O caminho até lá não é fácil, e se saírem do norte, aconselho desde já a seguirem a A28 e A41 e depois pela A32 em Aveiro. Olhem que quem avisa amigo é e, neste caso, a estrada é bem menos cansativa direta a Arouca, sem desvios nem trânsito indesejado.

terceira_real-1

Em agosto metade do percurso voltou a ser interdito por causa de um incêndio e, por isso, não pudemos fazer a primeira grande escadaria, sendo neste momento obrigatório entrar por Espiunca.

quarta_real-1

Ainda assim, é bem visível o porquê de terem recebido o prémio. O percurso é realmente uma gema da natureza. Está muito bem organizado e conta ainda com espaço em duas pequenas praias para fazer uma pausa e ficar simplesmente a apreciar o silêncio.

quinta_real-1

Considerado um dos rios menos poluídos do mundo, vale bem a pena ir a banhos, e visto que é pago (1€) e sujeito a reserva, os passadiços nunca ficam sobrelotados.

sexta-1

Trata-se de um recanto da natureza tão virgem e escarpado que apenas graças a este projeto sabemos agora da sua existência e podem assim apreciá-lo. Neste momento, o percurso termina um pouco à frente desta ponte suspensa.

setima-1

Aqui nesta zona é possível descansar um pouco e aceder à segunda praia, prontos para o percurso no sentido inverso.

oitava-1

Dada a sua grande popularidade, não falta informação online sobre como melhor aproveitar este percurso e zona envolvente, pelo que não me estarei aqui a inventar a pólvora. Ficam as fotografias para vos inspirar e a dica que os passadiços estão abertos todo o ano! 😉

nona-1

Share on FacebookPin on PinterestTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+

You may also like...

2 Responses

  1. Miguel Costa diz:

    A sugestāo vai ser levada em conta no próximo verão;)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *