Diário de um Sonho XII

Monument Valley, um parque da nação Navajo, na linha entre os estados de Arizona e Utah, onde os monumentos em arenito vermelho se erguem da terra e nos deixam em espanto. Descobri esta beleza natural por acaso, enquanto navegava pelo Instagram, confirmando mais uma vez como o meu “happy place” nesta rede social continua a ser positivo. Até lá ainda vimos o grande Shiprock ao longe, muito destacado no filme “Jumanji” e ainda as curiosas Babyrocks.

Estado do Arizona – 12 de outubro de 2019

“E não é que estes cinco dias passaram a voar? Pois claro, eram os cinco dias que mais ansiava, ou com os quais mais havia sonhado estes cinco meses.

Chegar à nossa cabana em Monument Valley foi como realizar um sonho, senti-lo fisicamente! Ver aquelas rochas gigantes ali à nossa frente, o pôr do sol a iluminá-las quais peças de arte foi simplesmente sublime.

Para mim, estes dias foram uma espécie de meditação contínua. Um atingir de um equilíbrio perdido, um recuperar o fôlego.

A cabana era amorosa, com aquela fragrância da madeira, quentinha. Acordar para ver o nascer do sol é a experiência de uma vida. Lembro-me exatamente de como descobri as Cabins at the View, de imaginar, suspirar, lutar contra a tristeza e animar-me: eu ia chegar aqui. Apenas custou bem mais do que alguma vez poderia prever.

No dia seguinte, percorrer o caminho de areia e pó até ver Horseshoe Bend vale cada passo. A cada local que visitámos, tudo foi sendo cada vez mais inacreditável! A forma da rocha, a queda abismal até ao rio Colorado que serpenteia aquelas rochas montanhosas tranquilamente, absorto, sem considerar os milhões de anos que nos trouxeram aqui…

É… sinceramente, qualquer descrição seria pouco.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.